SINOP

Grupo atacadista de renome terá uma unidade implantada na cidade, e investirá R$ 40 milhões
Sinop14/11/2019 08h59






O Assaí Atacadista confirmou, há pouco, a implantação de uma unidade em Sinop que deverá ser construída em um imóvel, alugado, com acesso pela avenida dos Jacarandás e rua Ênio Pipino (às margens da BR-163) onde já funcionou uma concessionária de veículos e havia projeto para ser um shopping. A obra deve começar ainda este mês e deve ficar pronta em março de 2020.

O investimento programado de R$ 40 milhões, a unidade terá mais de 7 mil metros quadrados de salão de vendas e 30 checkouts. Em equipamentos a projeção é investir cerca de R$ 15 milhões.

“Vamos gerar em torno de 300 empregos diretos, fora os indiretos e vamos ter uma loja linda, para Sinop”, com “mais de 500 vagas de estacionamentos e dois mil e quinhentos de depósito. Vai ser uma mega-loja, um presente para Sinop, que é uma região muito rica”, disse a diretora regional da empresa Kênia Mainardi, que detalhou o projeto nova unidade em reunião, há pouco, na prefeitura, com a prefeita Rosana Martinelli e o proprietário do imóvel que foi alugado, Paulo Fiuza.

A prefeita trabalhou desde o ano passado para consolidar a vinda do grupo para Sinop e chegou a propor parte da venda do estádio municipal, que acabou não sendo aprovada pela câmara.  A área escolhida fica a cerca de 3 km do estádio e também às margens da 163. A entrada principal será pela rua Enio Pipino.

“É um momento histórico, um grande dia que marca ainda mais o desenvolvimento do município, polo de grandes investimentos. Somos uma cidade de prestação de serviços. Somos madeireiros, somos pecuaristas, agricultores. Mas, a nossa economia é mais propensa aos serviços prestados que temos a oferecer, não somente para o povo de Sinop, mas para região. Como prefeita fico muito feliz de estar aqui nesse momento, depois de um ano que quatro meses de tratativas com o Assaí”, declarou. “Hoje, é fato concreto a vinda dessa grande empresa”.  “É uma grande empresa que vem contribuir com geração de empregos e impostos para Sinop. Não é somente o emprego, mas tudo que ele representa, não só para Sinop como região”.

A prefeita lembrou que inicialmente a empresa pretendia se instalar em parte da área onde está o estádio Gigante do Norte. “Recebemos a opção em estar fazendo a permuta com o estádio, não teve possibilidade, mas nunca deixamos de lutar por essa grande empresa, devido sua importância. Uma cidade que tem emprego, ela desenvolve muito mais. O cidadão quer dignidade, e emprego é dignidade para família. Foram várias tratativas, oferecemos inúmeros imóveis, opções para que essa empresa viesse para o nosso município. Sempre nos optaram por esse lado da BR-163, para facilitar o acesso”, expôs. “O que passou, passou. O importante é a consolidação da empresa para Sinop”, emendou.

A prefeita também detalhou a parceria muito importante com o empresário Paulo Fiuza (dono do imóvel locado para instalar a empresa), tínhamos um contrato para locar toda a propriedade para colocarmos as instalações da prefeitura no local. Tínhamos projetos já bem avançados nas negociações e diante da vinda da empresa, abrimos mão de estar locando esse imóvel e cedemos para o Assaí”. “Nunca paramos, sempre estávamos em contato para conseguir achar uma solução que realmente o Assaí viesse para Sinop” e “hoje é concreto e definitivo”, concluiu a prefeita.

De janeiro a outubro, Sinop teve aumento de 62% no número de novas empresas de pequeno, médio e grande portes, em relação a ao mesmo período de 2018. Até o final do mês passado, 1.961 novos alvarás foram emitidos. Já durante todo o ano anterior, o resultado foi de 1.210 novos estabelecimentos.



Galeria de Fotos:





COMENTÁRIOS




VEJA TAMBÉM