MATO GROSSO

Mulher acusada de matar filha de 4 meses é morta a tiros
MATO GROSSO05/11/2019 09h52 Fonte: Repórter MT






Ariane Cael da Silva, 19 anos, foi morta com três tiros, na tarde de domingo (03), em Campo Novo dos Parecis (a 396 km de Cuiabá). O principal acusado do crime é o atual marido da vítima, identificado como Ademilson Magalhães Figueiredo, 24 anos.

De acordo com Polícia Civil, o feminicídio aconteceu após um desentendimento entre o casal. Ao ser atingida pelos disparos, a vítima ainda tentou correr, mas caiu e morreu no quintal de casa.

Em seguida, o assassino fugiu a pé e, até a publicação desta reportagem ainda não tinha sido localizado pela Polícia Militar. Na casa foram encontradas porções de cocaína.

O local foi isolado e analisado pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exames de necropsia.

Em abril de 2018, quando ainda era menor de idade, Ariane foi apreendida pela Polícia Civil após a morte da filha de 4 meses. Ela e outro jovem, de 18 anos, foram detidos acusados de maus-tratos.

Conforme investigação, os pais deixavam a filha sem se alimentar para ficar usando drogas, além espancar a criança.




COMENTÁRIOS




VEJA TAMBÉM



MATO GROSSO  |  13/11/2019 - 09h